27/02/2015

Os recursos serão aplicados na ampliação da capacidade da rede de 10 Gbps para 100 Gbps.

Para melhorar o desempenho de sua rede de fibra óptica que cobre a região Norte do país, o Maranhão e parte do Centro-Oeste, a Eletronorte contratou da brasileira Padtec a ampliação da capacidade de transporte de dados de 10 Gbps para 100 Gbps.

Paralelamente, também vai fazer uma upgrade na parte de roteadores, para dar à rede maior qualidade e eficiência.

Nos dois projetos, a Eletronorte vai investir R$ 58 milhões. A Padtec inicia o upgrade da velocidade de transporte no início de março pelo Pará. Os novos roteadores, que serão fornecidos pela Cisco e pela Júniper, vão permitir passar da tecnologia VPN (camada 2) para a MPLS (camada 3).

Segundo Flávio Antonio, superintendente de telecom da Eletronorte, essa mudança de tecnologia na configuração da rede será vital para a melhoria da qualidade do serviço. "Estamos enfrentando, nos últimos meses, episódios de queda rápida da rede, decorrente, segundo os técnicos dos fornecedores, do fato de os lances serem longos, de muitos quilômetros. Com o aumento do número de clientes e do tráfego, precisamos modernizar a rede", explica ele, que participou ontem (26) do Encontro Provedores Cuiabá.

Só transporte

Embora a Eletronorte tenha criado, há anos, uma unidade para comercializar serviços de telecom em cima da fibra de seu cabo OPGW, que acompanha toda a rede de distribuição de energia, esse é um negócio pequeno dentro da estatal. O faturamento do segmento telecom é de R$ 120 milhões/ano, para uma receita total da ordem de R$ 6 bilhões.

O segmento de telecom já conta com 80 clientes e os estados que mais demandam serviços nessa área são Mato Grosso e Rondônia, duas regiões de fronteira agrícola. Entre os maiores clientes de telecom da Eletronorte estão, por ordem, Oi, Embratel e Vivo. Mas a carteira já inclui vários provedores regionais, alguns com conta mensal robusta, como é o caso da Junto Telecom, de Marabá, e da WSP, de Santarém, ambas no Pará.

O Encontro Provedores Cuiabá faz parte da série de eventos para provedores regionais de acesso à internet e serviços de telecom, realizados pela Bit Social com apoio da Momento Editorial e de entidades como a Abrint.

Fonte: Telesíntese