12/09/2014

Do total de celulares vendidos no Brasil durante o segundo trimestre deste ano, três quartos eram smartphones, segundo levantamento Mobile Phone Tracker Q2 da IDC divulgado nesta sexta-feira, 12. O estudo afirma que foram 13,3 milhões smartphones (75%) contra 4,6 milhões de feature phones (25%), o que representa uma alta de 22% nas vendas dos dispositivos inteligentes e de 16% nas vendas dos celulares comuns.

Isso equivale a dizer que no período foram vendidos mais de cem smartphones por minuto no País.

Do total de smartphones vendidos, a IDC afirma que mais de 90% são equipados com o sistema Android, mesma proporção exibida no primeiro trimestre deste ano. O valor médio dos aparelhos ficou em R$ 700. A empresa afirma que quatro fatores promoveram o crescimento das vendas de smartphones: aumento do portfólio de produtos mais baratos, maior investimento de canais varejistas, a desoneração com a Lei do Bem e o desejo do usuário de se conectar com mobilidade.

Os phablets (aparelhos com telas acima de 5 polegadas) também aumentaram suas vendas. A projeção para o final de 2014 é de que o volume seja de 5 milhões desses dispositivos, mais do que o dobro de 2013 (2,2 milhões) e mais de 25 vezes o registrado em 2012 (128 mil aparelhos).

Somando todas as categorias, foram vendidos 17,9 milhões de celulares no segundo trimestre, o que representa um avanço de 9,15%. O total no semestre foi de 34,3 milhões de dispositivos vendidos. Para 2018, a IDC Brasil acredita que os feature phones representarão 5% do volume total do mercado nacional. Para efeito de comparação, em 2013 as vendas de celulares eram divididas em 53% para smartphones e 47% para feature phones.

Fonte: Teletime