16/09/2014

A Huawei divulgou, nesta terça-feira (16), o mais recente Índice Global de Conectividade (GCI, na sigla em inglês). O estudo levantou dados de 25 países desenvolvidos e emergentes que juntos são responsáveis por 78% do PIB, e 68% da população global.

De acordo com o levantamento, até 2015, 100 bilhões de conexões serão geradas globalmente, 90% das quais virão de sensores inteligentes. Além disso, a Huawei prevê que até 2020, o gasto global com TIC aumentará em aproximadamente US$ 5 trilhões em todo o mundo, com maior uso do big data, internet das coisas, banda larga móvel e computação em nuvem.

Entre os países pesquisados, a Alemanha ficou em 1º lugar devido ao seu forte compromisso e investimento contínuo no desenvolvimento da tecnologia de informação e comunicações (TIC), resultando em um mercado com muita competitividade.

Brasil está em primeiro lugar geral entre os países do BRIC. Em termos de ritmo de crescimento, ocupa a quinta colocação. Para a Huawei, a realização de grandes eventos esportivos tem impulsionado o desenvolvimento das TIC, com investimentos de US$ 12 bilhões em infraestrutura de telecomunicações. Cerca de dois terços dos três milhões de usuários de 4G da América Latina estão no Brasil. Até o final de 2014, os assinantes do 4G no Brasil devem chegar a quatro milhões.

O GCI mostra que países em desenvolvimento como Chile, Quênia e Egito, vivem agora seus melhores momentos de crescimento – por meio de políticas de planejamento centralizado, o potencial de conectividade pode ser totalmente aproveitado e as capacidades de TIC apoiam o desenvolvimento das economias nacionais.

Os dados completos do GCI podem ser acessados aqui.

Fonte: Telesíntese