10/09/2014

O parlamento colombiano aprovou na semana passada uma nova lei de inclusão bancária, autorizando as operadoras de celulares do país a fazerem mbanking.

Segundo a senadora Maria do Rosário Guerra, a lei permite inclusive que as operadoras de celular façam a captação de recursos financeiros para transformá-los em dinheiro eletrônico. A senadora participa do Painel Telebrasil.

Segundo ela, hoje 100% dos municípios colombianos (mais de 1,1 mil) estão ligados com fibra óptica e 50% da população (de 47 milhões de habitantes) está coberta com a tecnologia móvel 4G. A banda larga é considerada como um serviço público e há o subsídio do fundo de serviço universal para baratear a internet para quem não pode pagar. O acesso a internet mais barato sai por US$ 3, 50 ao mês. O fundo universal na Colombia é usado para tal finalidade desde 2007 pois a legislação impede que ele fique nos cofres do governo, explicou.

As metas para até 2108 do programa Vive Digtal estão dobrar a massa crítica do negócios de TICS para receitas brutas de USS 9,3 milhões e formar 75 mil estudantes em nível técnico, espalhar a 4G para toda a Colombia e conceder mil acessos WIFI gratuitos por todo o território. A meta é alcançar 20% em banda larga fixa e 30% e banda larga móvel, atém de 100% em TV digital terrestre até 2018.

A nova lei autoriza a operadoras de celular a fazer inclusive a captação de recursos, o que é proibido no Brasil.

Fonte: Telesíntese